Arquitetura e comunicação visual, uma dupla estratégica para a sua marca.

Achamos muito interessante as conexões que o universo da arquitetura tem com a comunicação, e de uns tempos para cá isso tem ficado cada vez mais evidente para a nossa equipe aqui no Mangô Arquitetura, tanto que estamos aqui, no site da Duoeme Comunicação para tratar desse assunto.

Para nós, identidade é um conjunto de características que constituem alguém, e assim é o que torna algo reconhecido e inconfundível em seu entorno.

Assim como as pessoas, toda empresa precisa ter sua identidade definida, sendo fundamental  para sua constituição, essência e posicionamento, a identidade visual é o primeiro contato de uma marca com as pessoas, e em alguns casos esse primeiro contato acontece por meio da arquitetura, e por isso esse assunto é tão importante para nós.

A criação da identidade da marca possui diferentes elementos estratégicos, mas que são materializados no nome, logotipo, cores, formas, fontes e imagens. Essa padronização da identidade se completa quando unida ao projeto de arquitetura, que irá desenvolver os elementos da identidade sob a linguagem arquitetônica para assegurar que a personalidade da marca esteja presente nesse importante ponto de contato.

Quando estamos olhando para design do ambiente devemos usar esses mesmos elementos para criar novas sensações, com o objetivo de criar um vínculo com as pessoas que transitam pelo ambiente, com o poder de orientar, definir ações, informar e até emocionar as pessoas.

Com o crescimento do modelo de franchising no Brasil, essa união entre arquitetura e identidade corporativa com um sólido projeto de comunicação visual destacou-se como indispensável para a consolidação de uma marca forte.  No entanto, é importante observar que até mesmo as empresas que estão estruturando o escritório podem ter nessa junção uma força para impactar seus clientes em um momento de reunião, criando uma percepção de marca diferente do que apenas ter um belo ambiente com lindos móveis.

Que essa combinação das áreas da comunicação com a arquitetura colabora na padronização e na expressão da marca nos ambientes empresariais já é um fato, mas também cruzamos com essa dupla em diferentes outros ambientes, tais como as estações do Metro, ônibus, edifícios e outros espaços que de uma maneira ou de outra precisam comunicar e sinalizar alguns aspectos aos seus usuários e visitantes.

Grandes avenidas, parques e museus nos cativam por projetos imponentes, mas precisam de placas, anúncios, e sinalizações definidas entre os espaços para orientar o fluxo e ajudar da melhor forma a absorver a experiência do local.

Dessa forma,  a comunicação visual em um projeto convida o público a vivenciar a arquitetura, trazendo clareza e até intensificando a proposta, mas para isso as duas partes devem estar em harmonia. Os elementos da  comunicação não podem parecer estranhos em meio ao ambiente aplicado. Por isso, alguns cuidados como posicionamento das sinalizações, iluminação definida, distância visual, cores e análise do entorno devem ser tomados para um projeto ser bem executado.

Se a sua empresa está em busca de expressar a sua identidade de forma completa, a nossa dica é de investir nessa dupla de peso: arquitetura e comunicação visual para oferecer experiências inspiradoras aos seus usuários e clientes.

Alessandra Rodrigues

Arquiteta e sócia-fundadora do Mangô Arquitetura. Responsável pelo recente projeto de adequação arquitetônica da Duoeme Comunicação. (projetos@mangoarquitetura.com.br)